SQL Server 2016: O que vem por aí

A Microsoft recentemente, no evento Ignite 2015, revelou algumas novas features que virão na próxima versão do SQL Server, inicialmente com o codinome vNext, mas o produto final deve vir com o nome SQL Server 2016.

Antes de falar sobre as features, quero deixar uma opinião sobre o momento atual que a TI vem sofrendo: a Microsoft, bem como os principais players do mercado, vem adotando o lema “Cloud first”, mas o que isso significa ? Significa que em todos os produtos, a Microsoft vem adotando o conceito de Cloud Computing, sustentado por sua plataforma de public cloud chamada Azure, e com o SQL Server não tem sido diferente (no SQL Server 2014 você pode enviar seus backups diretos para o Azure, por exemplo). Minha sugestão para quem ainda não conhece os conceitos de Cloud computing é: estude o assunto, pesquise !

Bom, chega de enrolação e vamos ao que interessa :)

O SQL Server vNext vem focando em aplicações de missão de missão crítica e com mais integração com ambientes on-premisse, e para tanto ela adicionou melhorias e acrescentou novas features á essa versão que são:

AlwaysEncryptedAlways Encrypted -> A partir da versão 2008, a Microsoft implementou o recurso TDE
(transparent data encryption), que criptografa os arquivos de dados dos databases. Esse recurso inviabiliza o risco dos dados desses databases serem acessados de por pessoas não autorizadas, em caso de cópia dos arquivos de dados ou backup dos mesmos, porém ele não criptografa a comunicação entre aplicação e database. O recurso Always Encrypted vem para resolver esse “gap”. Com o recurso, a comunicação é feita de forma encriptada, e a chave criptográfica fica armazenada na aplicação, ao invés de ficar no database.

StretchDatabaseStretch Database -> Escalabilidade é a palavra chave de cloud computing, e com a nova versão do SQL Server isso não muda. Stretch database vai permitir que dados históricos de bancos OLTP, possam ser migrados para a nuvem, permitindo que o banco tenha recursos para tabelas com mais volume de transações, melhorando performance nas mesmas. Os dados enviados para o Azure (não há informações se será possível enviar para outras plataformas de public cloud, mas acho improvável) continuam acessíveis, a query é enviada para o repositório na nuvem, e essa comunicação pode ser encriptada pelo Always Encrypted, em caso de comunicação via rede pública.

AlwaysOn Availability Groups -> Recurso melhorado, permitindo agora 3 cópias em modo SYNCHRONOUS em modo failover.

Existem outras melhorias/novas features, no SQL Server Blog da Microsoft essas informações podem ser obtidas com mais detalhes.

Até a próxima !

Anúncios

Um comentário sobre “SQL Server 2016: O que vem por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s